As favelas após a “pacificação do território”: desafios à democratização da cidade

[A]s favelas são recorrentemente representadas de maneira banal, sobretudo a partir de definições que levam apenas em conta as suas carências: a irregularidade fundiária e urbanística; a ocupação de sítios sujeitos a “riscos ambientais”; a alta densidade dos assentamentos combinado à precariedade das habitações; além da insuficiência dos serviços públicos básicos, principalmente os de saneamento, de educação e de saúde. Continue reading