As favelas após a “pacificação do território”: desafios à democratização da cidade

As fave­las são reco­rren­te­mente repre­sen­ta­das de maneira banal, sobre­tudo a par­tir de defi­nições que levam ape­nas em conta as suas carên­cias: a irre­gu­la­ri­dade fun­diá­ria e urba­nís­tica; a ocu­pação de sítios sujei­tos a “ris­cos ambien­tais”; a alta den­si­dade dos assen­ta­men­tos com­bi­nado à pre­ca­rie­dade das habi­tações; além da insu­fi­ciên­cia dos ser­viços públi­cos bási­cos, prin­ci­pal­mente os de sanea­mento, de edu­cação e de saúde. Con­ti­nue reading

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS